Escola Municipal do interior de SP se prepara para estreia

Postado em: 28 de março de 2017 | Sem avaliação

Download PDF

O que mais se vê ultimamente são Bandas de Música e Orquestras tendo seus trabalhos encerrados. Infelizmente, a cultura tem pagado o preço de más administrações que cortam a arte da população.

 

A cidade de Vutoporanga, no interior de São Paulo, caminha ao oposto. Ela receberá a apresentação da Escola Municipal de Artes com concerto da orquestra sinfônica pertencente à mesma. Sob título de “Projeto Sinfônico”, o grupo conta com professores e alunos unidos para erguer um projeto tão rico para a pequena cidade.

 

A coordenação e a regência ficará a cargo do Maestro Mazinho Sartori. Sob o comando de Mazinho, o grupo executará um programa que abrangerá, sobretudo, a valsa. Com data já marcada para o dia 2 de abril, às 20h30, a equipe se reunirá no Centro de Convenções Jornalista Nelson Camargo, e a entrada será gratuita para lotar a casa e apresentar o melhor que este grupo com potencial tem a oferecer.

 

A escolha do programa de valsas

 

Segundo o regente, a opção pela valsa como principal no programa tem como intenção a proporção de experimentação e conhecimento acerca das diversas formas de músicas eruditas existentes. Em entrevista ao Portal A Cidade Votuporanga, o Maestro reconheceu que a busca pelo repertório perfeito é complexo, mas que a intenção é sempre a apresentação do novo; do inusitado. “Apresentaremos um rico repertório, que contempla composições famosas e de compositores renomados. Além dos alunos, quem também ganha com esta proposta é o público, que poderá desfrutar de momentos mágicos, ouvindo desde obras consagradas da música brasileira”, afirmou.

 

O Projeto Sinfônico da Escola Municipal de Artes

 

A proposta da Escola foi constituída e sustentada por Prefeitura e Secretaria da Cultura e Turismo. Oferecendo cursos música na Escola Municipal, cerca de 250 alunos estão matriculados regularmente, e aproximadamente 85 alunos participam do Projeto da Sinfonia.

 

Divididos em cinco modalidades (violino, violoncelo, contrabaixo acústico, percussão e viola), os alunos também realizam práticas coletivas segundo o seu nível de experiência (iniciante, médio e avançado). O intuito dessa pequena separação é atender às dificuldades apresentadas por cada aluno ao passo da perfeição.

 

Segundo porta-vozes da Secretaria da Cultura do Turismo, Silvia Stipp, a cidade tem grande orgulho em contar tanto com a Escola Municipal de Música, como também com o Projeto Sinfônico, sendo considerado um grande sucesso. Um sucesso que torcemos para que seja apoiado pelas administrações futuras.

 

O Serviço da Apresentação, bem como as informações contidas aqui, podem ser conferidas no Portal A Cidade clicando aqui. A imagem também está creditada ao Portal.

Classificação

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *