Seção: Roniere Leite Soares

Aprendeu música no Distrito de Boa Vista – então Município de Campina Grande-PB, onde nasceu no ano de 1972. Teve ensinamentos teóricos a partir de Janeiro/1987 com os professores Inácio de Gurjão (solfejo falado), Mestre Zé Belém (solfejo cantado) e Mestre Paulo (clarineta). O ingresso na música se deu a conselho do seu pai Ronaldo Vitorino Soares – ex-trompista da filantrópica Filarmônica Bom Jesus (fundada em 14/11/1949). No início da década de 1990 começa a experimentar os saxofones. Em 1991 se torna maestro da filarmônica Bom Jesus dos Martírios (Boa Vista – PB), no cariri paraibano. Desde o princípio sua curiosidade o leva a escrever composições próprias como autodidata neste ramo. Em 2001 foi aprovado em concurso público para executar a Requinta Mi bemol na Filarmônica Municipal Epitácio Pessoa, banda-de-música de Campina Grande – Estado da Paraíba. Em 2007 grava com sax alto Mib seu primeiro trabalho solo: Sopran(d)o Alto. O referido trabalho fonográfico foi apoiado pelo Fundo Municipal de Cultura (FUMUC) da cidade de Campina Grande. Ainda em 2007 foi convidado para reger o Coral Esperança – grupo de canto infantil fundado em 1984. Nesta mesma cidade paraibana, a partir do ano 2010, tornou-se diretor adjunto e maestro interino da Filarmônica Epitácio Pessoa. Além de especialista como compositor do gênero musical “HINO”, Roniere Soares tem se destacado também como criador de brasões e bandeiras para entidades musicais diversas. Atualmente se dedica a criar músicas e canções sob encomenda (dobrados, valsas, hinos, marchas, frevos etc).

logo